Eu confesso que resisti um tanto para escrever esse post sobre cerveja sem glúten porque eu sei que vai chover gente criticando, dizendo que alcool não faz bem e não é saudável e aquele monte de regra da vida. Mas, a quantidade de pessoas que me perguntam sobre e pedem opções de marcas de cervejas sem glúten também é bem grande então, resolvi escrever, afinal, deve ter muito mais gente procurando essas opções por aí, rsrs.

E vamos começar com alertas importantes:

  • Menores de 18 anos NÃO DEVEM CONSUMIR BEBIDA ALCOOLICA.
  • O consumo em excesso nunca é recomendado – o alcool inflama o organismo, sabia?
  • Se beber, NÃO DIRIJA!

Primeiro, vou falar sobre as que já experimentei:

– Estrella Damm Daura:
Conta a história que essa espanhola foi a primeira cerveja glúten free a chegar no Brasil.
Não gostei não! rsrs
Foi a primeira que experimentei e sinceramente, para o meu paladar achei bem amarguinha. Especialistas dizem que é muito próxima a uma Lager. Mas, já tem um bom tempo que experimentei, talvez uma nova chance mude minha opinião sobre.

– Lake Side Beer: <3
Experimentei a Lager e a Malzebier. Gostei!
Mas vou confessar que com a Malzebier fui esperando uma coisa mais adocicada, e não é. Mas lembrem-se: eu disse que gostei! Ela tá no ponto certo da doçura, eu é que tava com o paladar bem errado quando experimentei, hehehe.
Tava dando um rolê pelo site deles e vi que tem uma galera de opções. Além da Lager e Malzebier (com toque de chocolate e avelãs), tem a APA (American Pale Ale), Tartufi Lager (Sim, cerveja com trufas brancas – fiquei curiosíssima!); R. IMP. STOUT (Russian Imperial Stout, seja lá o que isso quer dizer!); Crazy Rye (forte e escura).
Quando comprei nem tinha aqui em Foz ainda, trouxe de Porto Alegre as duas mas, agora sei que tem aqui já faz um tempo, mas não sei se todas as opções que o site mostra estão disponíveis (para quem é da cidade, sei que na Della Preve, na Vila Portes, tem – (45) 3528-0227 E NÃO É JABÁ, é que vocês andam meio desesperados ultimamente me pedindo isso).

Corona (NÃO Extra): <3 <3

Eis aqui uma polêmica. Um site do México, em 2011, foi atras de sáber se a Corona era ou não apta para o consumo de celíacos (para ver a pesquisa/laudo, clique aqui) e SIM, é apta.
A quantidade de ppm apontada no laudo era bem menor que o permitido. Ainda assim, a empresa nunca se posicionou como uma bebida glúten free. MAS, é importante lembrar: SOMENTE A EXTRA, a importadinha, com o rótulo em espanhol, vinda diretamente do Méximo.
O Brasil passou a envasar a bebida pela Ambev e essa sim, contém glúten e está escrito no rótulo. Essa é uma boa vantagem de morar na fronteira com outros países: é só atravessar a ponte para comprar, rsrs.
Ela é feita de arroz ou milho e malte de cevada, leve, e gostosa.
Mandei email e ainda estou esperando a resposta da empresa, mas caso alguém tenha mais infos, é só falar que vamos complementando o post.

Agora, as que eu não experimentei, mas sei que existem:

Tivva Pilsen:
A Tivva é marca conhecida pelas massas sem glúten, e agora (acho que já tem um tempo), também tem a fabricação da cerveja long neck ou caçulinha.
Nunca vi em Foz em nem outras cidades em que viajei nos últimos meses. Tenho curiosidade em conhecer. Alguem já tomou?

Mongozo Premium Pilsener
Essa super me chamou a atenção porque ela tem 3 selos MUITO interessantes para uma cerveja: Glúten Free, Fairtrade (comércio justo), orgânica.
Quero MUITO experimentar, já vi em uns sites para comprar e o preço de 330ml é tipo, 25 pilas. Tem que ser boa e valer o frete, hahaha.

mongozo cerveja sem glúten

 

Glutenberg
Produzida no Canadá pela cervejaria BSG. Também tem as versões: IPA (Indian Pale Ale), APA (American Pale Ale), Red ( mais forte, encorpada e complexa, com castanhas e nozes – JÁ QUERO!), e Blond (seca e cítrica).

E aí, gostaram das dicas? Já conheciam todas essas ou conhecem mais alguma para por na lista?

E é sempre bom lembrar:
*Menores de 18 anos NÃO DEVEM CONSUMIR BEBIDA ALCOOLICA.
*O consumo em excesso nunca é recomendado – o alcool inflama o organismo, sabia?
*Se beber, NÃO DIRIJA!