Respondendo: Sim, eu tomo suplemento e todos recomendados pela minha nutricionista. Nunca tomei nada antes de conversar com meus médicos – e todo mundo deveria fazer o mesmo, tá?

Como não sou profissional da área da saúde, pedi à minha nutri linda, Ana Paula Karam, que escrevesse um pouquinho sobre a suplementação. Ela escolheu falar especialmente do meu caso, porque gente, CADA CASO É UM CASO, e cada organismo reage de um jeito a cada tipo de tratamento.

Aqui vamos falar especificamente da Whey Protein sem lactose.>

Então, vamos por partes:
– Uso só como suplemento pós-treino de musculação, pelo menos por enquanto
– Não, eu não cozinho com suplemento, gosto é de comida de verdade. (E nadinha contra quem cozinha!)
– Troquei a Whey Isolada pela Hidrolisada, por orientação da Ana Paula, e vocês vão entender o motivo agora!

Apresento-lhes, minha nutri:

Olá!!! Hoje vou contar um pouquinho da consulta da Aline, primeiro deixa eu me apresentar. Sou administradora (minha primeira formação) e nutricionista por amor, “de verdade AMO o que faço”, pós-graduada em Nutrição Clínica Funcional e pós-graduanda em Nutrição Esportiva Funcional. Atendo em consultório particular há 5 anos.

Pois bem, a Aline me procurou para montar seu plano alimentar com o objetivo de diminuir seu % gordura corporal. Através de uma anamnese de sinais e sintomas e de seu histórico clínico e alimentar, identifiquei alguns pontos que precisavam ser adequados naquilo ao que ela já vinha fazendo. Vale lembrar que a Aline já seguia uma alimentação diferenciada, ou seja, rica em frutas, verduras e também já fazia uso de Whey Protein Isolada.

Aline me relatou durante a consulta, histórico de gases, abdômen distentido, asma, rinite, alternância entre intestino preso e diarreia, sintomas comuns de intolerância à lactose. Mesmo já não fazendo uso da lactose em sua rotina alimentar, (alguns) sintomas continuavam. Outra consideração importante foi o relato da hipersensibilidade ao glúten. Primeiro passo foi retirar ou ao menos evitar os alimentos com glúten para recuperarmos a parte gástrica juntamente com outras medidas.

Em relação à suplementação esportiva, troquei a Whey Protein Isolada pela hidrolisada, pelo histórico clínico da Aline, seu trato gastrointestinal apresentava sintomas de que ne tudo ia muito bem, inclusive a digestão e absorção dos nutrientes, entre eles a proteína. A Whey Protein Hidrolisada já vem toda “quebradinha”, e o aproveitamento é de quase 100% em relação a Whey Protein somente isolada. Também acrescentei outros aminoácidos e carboidratos, no pré, intra e pós-treino, para ela ter mais energia e intensificar seus treinos, mas tudo com muito cuidado para não aumentarmos muito a oferta calórica e fugirmos do objetivo que é a diminuição do % de gordura.

Ana Paula Gluck Karam
Nutricionista Funcional e Esportiva
CRN8-6160

Então, dá pra entender um pouquinho do porque o meu suplemento não serve pra você, e o seu não serve pra mim e assim por diante? Eu não fui na lojinha e escolhi o que queria tomar. Os suplementos que eu tomo são todos de acordo com o meu histórico alimentar, minhas sensibilidades, intolerância e situação atual do meu sistema gastrointestinal, como a Ana citou, e obviamente, de acordo com a dieta e meu objetivo com o treino.

Então gente, não pensem apenas que, “se é isolada eu posso tomar”, “a hidrolisada é mais cara então vou optar pela isolada porque faz o mesmo efeito”. Não faz o mesmo efeito. É bom lembrar que nosso corpo é uma maquininha, e se alguma coisa tá com defeito, vai interferir ou sobrecarregar todas as outras. Sempre, sempre, sempre procure um profissional apto a te ajudar a fazer as melhores escolhas. É tão bom sentir o corpo fluindo e tudo funcionando que não vale a pena arriscar por escolhas mal feitas.

A quem interessar, volta e meia a Ana dá dicas no Instagram ou Facebook, então, quem quiser, fique a vontade, eu divido ela com vocês! 😉