A vitamina D é um hormônio lipossolúvel (solúvel em gorduras – para ser absorvido é necessário gorduras) essencial para o corpo humano e sua ausência pode proporcionar uma série de complicações. Afinal, ela controla 270 genes, inclusive células do sistema cardiovascular. A principal fonte de produção da Vit D se dá por meio da exposição solar, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese (absorção) desta substância.
Ela é é produzida pela pele quando o indivíduo fica diretamente exposto ao sol, sem usar nenhum tipo de protetor solar (vale ressaltar que o uso do protetor inibe a absorção da Vit D) por isso recomenda-se que a exposição deve ser diária ocorrendo sempre no início da manhã ou no final da tarde, peixes gordinhos são fontes riquíssimas de Vit D. É importante atentar-se ao consumo diário, pois normalmente o intolerante ou o alérgeno tende a ter deficiência desse mineral por dois motivos:
1- A maioria dos alimentos enriquecidos com Vit D, são lacticínios;
2- A exposição solar no dia a dia é quase que impossível (quem dispõe de tempo para ficar 2 horas por dia no Sol?)

Ainda, o consumo da vitamina auxilia na manutenção óssea e ainda arranja tempo para trabalhar coladinha com o Cálcio no nosso organismo, auxiliando na absorção do mineral. Por isso é importantíssimo ter os dois nutrientes na dieta para evitar possíveis patologias (doenças) provenientes da deficiência.

  • Alguns benefícios do consumo regular da vitamina D:
    Manutenção do tecido ósseo;
    Sistema imunológico (sendo interessante para o tratamento de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e a esclerose múltipla);
    Previne abortos naturais (gestantes com deficiência de Vit.D aumentam a chances do Baby nascer com autismo);
    Previne doenças originadas pelas síndromes metabólicas como por exemplo a Diabetes tipo II;

Alimentos fontes de Vit.D:
Óleo fígado de bacalhau; Salmão; Atum; Sardinhas; Fígado; Gema do ovo; Carnes vermelha;

E para fechar dica de hoje, fica uma receita regada a Cálcio e vitamina D!

Torta de Atum com legumes sem glúten/leite

Ingredientes Massa

3 ovos
1 xícara (chá) de água
1/4 xícara (chá) de óleo de girassol
1/4 xícara (chá) de azeite de oliva
1 dente de alho grande
1 xícara (chá) de farinha de arroz
1 colher (sopa) cheia de amido de milho
1 colher (chá) de sal
1 colher de (chá) de manjericão
1 colher (sopa) de fermento químico para bolos
1 pires de espinafre

Ingredientes recheio

2 latas de atum
½ xícara de (chá) de azeitonas verdes
1 xícara de chá de brócolis cozido
1 cenoura pequena ralada
½ cebola picadinha em cubos
2 tomates cortados em cubos
3 colheres de sopa de milho verde (preferencialmente da espiga)
1 pitadinha de pimenta calabresa
1 pitada de sal
Orégano a gosto

Modo de preparo massa
Pré-aqueça o fogo em 180°C.

Bata todos os ingredientes da massa (menos o fermento) no liquidificador. Quando estiver homogêneo, acrescente o fermento e bata mais uma vez apenas para misturar. A massa fica verdinha – resultado da mistura do espinafre com restante dos ingredientes. (reserve).

Modo de preparo recheio

Refogue a cebola com azeite, acrescente a azeitona e a cenoura. Coloque o restante dos ingredientes e refogue em fogo baixo por aproximadamente 8 minutos.

Montagem

Despeje a massa (que fica bem líquida mesmo) em cima do recheio e misture bem. Coloque em uma forma untada com óleo e leve ao forno médio (180 – 200°C) por aproximadamente 40 minutos (realize o teste do palito para verificar o cozimento). Retire do forno e sirva. Pode ser acompanhado com o famoso suco verde, pois nele contém também alimentos fontes de cálcio =D

*alimentos destacados em negrito são fontes de cálcio e os alimentos em itálico fontes de vitamina D.