Já faz algum tempo que estou morrendo de vontade de experimentar a manteiga de coco da Bioporã, que não tem aqui em Foz ainda (Alôu empórios da cidade!)
Então, decidi fazer para pelo menos ter uma ideia do gosto -que eu imagino ser incrível.

Vou contar pra vocês a verdade: Dá um trabalhão!
Tem que ter tempo e paciência porque demora pra pegar ponto.

O processo todo é simples, não vai nada de ingredientes complicados (pelo contrário, são só 2), mas tem que ficar parando o tempo todo pra desgrudar o coco das laterais do processador. E é o tempo todo mesmo.
Como o coco que usamos para fazer, tem que ser o desidratado, ele tem que aquecer pra começar a soltar o óleo dele e então, começar a virar pasta.
O gosto compensa o trabalho, mas confesso que: vou fazer um carregamento de manteigas de coco prontas, na próxima vez que encontrar.
Se vocês tiverem paciência e tempinho, e quiserem testar, segue:

– 200g de coco seco sem açúcar
– 6 colheres de sopa de óleo de coco

Coloca tudo no processador e deixa bater. (não recomendo usar o liquidificador. Se com o processador é difícil, imagina no liqui!)
No começo, como o coco ainda está bem seco, você vai precisar fazer plantão e segurar o processador mesmo, o bichinho sai pulando.

E vai precisar parar, tirar o coco que gruda na lateral, bater. E assim vai, num ciclo de uns 30 minutos.
Depois, o coco começa a liberar o óleo dele mesmo e aí, você começa a ver ele virar uma pastinha. Bate mais um tanto, até chegar na consistência que você deseja.

Ela não fica uma manteiga super lisinha, mas fica maravilhosa de gostosa.