Durante a viagem, em Campo Grande, fomos a uma paleteria. Sabem o que é? Tipo uma “picoleteria”, mas paleta é o nome utilizado no México para picolés artesanais. Logo, uma paleteria vende picolés mexicanos artesanais.

Tá, e qual a diferença? Os picolés são bem maiores e feitos artesanalmente. Os de fruta tem pedaços de fruta dentro, e os recheados são fora do comum, parece que o recheio foi colocado na hora. Enfim, é bem gostoso e deu uma ideia: fazer meus próprios picolés artesanais, com um toque mais saudável ainda. Fiz combinações que deixassem o picolé mais funcional. Ótimo pra esse verão mega quente de Foz. O noivo me ajudou, e saíram umas combinações beeem delícia.

O primeiro que fiz foi o que restou do meu suco verde da manhã. Bati couve, abacaxi, maçã, gengibre, hortelã e água de coco. O suco eu não adoço, mas para o picolé usei sucralose – a gosto de cada um.

Depois dele, fizemos: Melancia com gengibre e hortelã; abacaxi, gengibre e hortelã; abacate com banana; coco; e manga com hortelã. Será que ficou bom? Vamos as receitas e lá no fim tem considerações gerais sobre alguns ingredientes e processos do picolé.

Picolé de Melancia:

– Polpa de melancia (usei o equivalente a duas fatias)
– 1 xícara de água
– 10 folhas de hortelã
– Lasca de gengibre de mais ou menos um centímetro
– 1 colher de chá de liga neutra

Bate tudo no liquidificador, coloca nas forminhas. Se quiser, coloca uns pedacinhos de melancia nas forminhas também. Eu coloquei e ficou muito, muito bom!

Picolé de Abacaxi:

– 4 rodelas de polpa de abacaxi
– 1 xícara de água
– 10 folhas de gengibre
– Lasca de um centímetro de gengibre
– Uma colher de chá de liga neutra

Bate tudo no liquidificador e coloque nas forminhas. Aqui também colocamos pedaços de fruta nas forminhas, além de folhas de hortelã inteiras, pra dar um charminho. Se você for bem fã de gengibre, pode colocar pedacinhos dele nas forminhas também. Nós colocamos, mas não curti muito. Achei muito, muito forte.

Dica: Ao terminar de bater, não coloque imediatamente o suco que forma nas forminhas. O abacaxi forma muita espuma, então, para que não aconteça como aconteceu com o meu, espere um pouco, retire a espuma e então, distribua nas formas. 

Picolé de Abacate com banana

– 1 Abacate maduro
– 1 banana madura
– 1 xícara de água
– Suco de um limão
– Mel a gosto, para adoçar
– 1 colher de chá de liga neutra
– Banana cortada em rodelas para “rechear”

Bata tudo no liquidificador, menos a banana cortada em rodelas. Distribua o creme que formou nas forminhas e em seguida, coloque as rodelas de banana.

Picolé de Coco

– 200 ml de leite de coco light
– 2 colheres de coco ralado (se você tiver a fruta pra ralar na hora, lasquinhas maiores e larguinhas, melhor ainda)
– Adoçante a gosto
– 1 colher de chá de liga neutra
– 1 colher de sobremesa de emustab

Bata tudo no liquidificador e coloque nas forminhas.

*Aqui, se quiser incrementar, pode colocar chia que fica bom também! 

Picolé de manga

O ideal aqui é fazer com a manga rosa. Aquela grandona que compramos no mercado pra comer com faca, manja? Pois então, não tínhamos ela em casa e fizemos com a manga coquinho mesmo. Da um trabalhinho, mas fica bom.

– Polpa de 2 mangas
– 10 folhas de hortelã
– Adoçante se precisar, a gosto
– 1 colher de chá de liga neutra
– 1 colher de sobremesa de emustab

Bata tudo e distribua nas forminhas.

Nós não coamos, então. o picolé ficou com fiapinhos. Com a manga rosa, você pode também colocar pedaços de manga nas forminhas. Fica bom, hem?!

picolesfuncionais

Orientações gerais:

– Essas quantidades foram suficientes pra fazer de 6 a 7 picolés.
– Usei biomassa de banana verde em todos. Uma colher de sopa para cada receita (junta tudo no liquidificador também)
– Antes de adoçar (com o que você usar), experimente. As frutas as vezes estão doces o suficiente pra dispensar o açúcar.
– Leve as forminhas ao congelador e depois de duas horas coloque os palitos. Leve ao congelador novamente e espere cerca de 8h até que fiquem prontos.
– A liga neutra é encontrada em qualquer super mercado e serve pra não deixar o picolé formar cristais de gelo e os ingredientes se separarem.

Gente, cêis podem incrementar como quiserem. Podem usar chia (e não só no de coco), nibs de cacau, goji berry.. o que quiser mesmo! Só pense bem as escolhas pra que ele fique mesmo funcional e não fique muito calórico. 😉